Engenharia é a arte de aplicar conhecimentos científicos e empíricos à criação de estruturas, dispositivos ou processos para a conversão de recursos existentes em novas formas adequadas ao uso.

 

 

Antônio RebouçasOs Baianos Rebouças

Antônio Pereira Rebouças Filho (1839 -1874) nasceu em Cachoeira, na Bahia. Bacharel em Ciências Físicas e Matemáticas pela Escola Militar, especializou-se em construção de estradas de ferro e portos marítimos, na Europa. No Brasil, foi um dos responsáveis pela construção da Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá, do prolongamento da ferrovia de Campinas a Rio Claro, entre outras obras.

Seu irmão, André Pinto Rebouças (1838-1898), serviu como um destacado engenheiro militar na Guerra do Paraguay e realizou importantes obras para o abastecimento de água na cidade do Rio de Janeiro e a construção das docas da Alfândega.

A família Rebouças é homenageada em várias cidades do Brasil, como a Avenida Rebouças, em São Paulo, o Túnel Rebouças, no Rio de Janeiro, a rua Eng. Antônio Rebouças, em Porto Alegre, o bairro Rebouças, em Curitiba, o município Rebouças - PR, entre outras.

Mais: o engenheiro baiano José Antônio Caldas, o primeiro grande engenheiro brasileiro.

 

 

A Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá. Uma das pérolas da Engenharia brasileira do século 19, planejada por engenheiros baianos.

 

Arquitetura

 

Veículo explorador (rover) em Marte, em ilustração artística da NASA. Os rovers Opportunity e Spirit foram lançados em 2003 e aterrisaram em Marte, em locais separados, no ano seguinte. Foram desenvolvidos para explorarem terrenos muito irregulares, principalmente na área de geologia. O Spirit esteve ativo até março de 2010 e o Opportunity até junho de 2018.

 

Henry FordA Fé de Henry Ford

Artigo do escritor pernambucano Austregésilo de Athayde (1898-1993) para a revista O Cruzeiro, de 26 de abril de 1947, publicado cerca de três semanas após a morte do fundador da Ford, que inovou na produção em série de automóveis.

Estive durante três dias como hóspede de Henry Ford em Dearborn, nas vizinhanças de Detroit. Foram longas palestras, entretidas durante as refeições e nos passeios e visitas que juntos fizemos às fábricas e arredores daqueles sítios. Ford era espiritualista e filósofo.

Os temas preferidos das conversas comigo foram os mais surpreendentes para mim.

Ao invés das reformas industriais, dos seus novos métodos de construção em série, das suas concepções sobre os salários e da maneira pela qual criou o grande império manufatureiro de que era exclusivo senhor, o magnata não se cansava de versar os problemas do espírito.

Acreditava na metempsicose e assegurou-me que nele estava encarnado um dos seus avós que em vida se preocupara com o problema das comunicações por meio de máquinas.

Dizia-o com toda a seriedade e grande convicção, posta nas palavras e nos gestos, com o poder de afirmação que emanava dos seus olhos, dotados de extraordinária força de mando.

* * *

"O progresso não tem limites, senão os que são estabelecidos pelas potências da natureza. Nesse particular, porém, encontramo-nos como crianças nas praias do oceano. Conhecemos apenas superficialmente as possibilidades que Deus nos oferece para que cheguemos ao completo domínio do mundo".

Disse-me isso a propósito da circumnavegação aérea da terra que os seus patrícios Gath e Post haviam concluído em alguns dias de voo. "Não será talvez para o meu tempo, mas o senhor verá a façanha desses dois pilotos ultrapassada por alguém que saindo de New York às seis da manhã voltará ao ponto de partida antes de vinte e quatro horas. Terá ganho assim o páreo com a luz do sol".

E depois? perguntei. "Depois, outros homens procurarão reduzir esse "record" e buscarão nos espaços interplanetários o campo de velocidade para os seus aparelhos".

* * *

"Tudo o que o homem concebe é realizável de alguma forma", disse-me o filósofo, "porque a ideia é a parte mais considerável da realidade". Essa afirmação foi feita diante da minha dúvida de que os planetas estivessem dentro do alcance das máquinas fabricadas pelos homens. Ford achava as distâncias entre a Terra e os seus companheiros do sistema solar relativamente diminutas para dentro de dois séculos.

E depois de todas essas conquistas, que será, afinal, do homem? indaguei.

Ford pensou um pouco e respondeu: "Poderá dar-se que criemos uma nova natureza física, através de mutações que se processam indefinidamente. No minuto seguinte, nenhum dos seres vivos é idêntico ao que era no minuto anterior.

Operam-se tais transformações dentro de nós, no transcurso de um segundo, que o homem do século dez mil será mais diferente do da nossa era de que o somos dos primatas".

Ford foi em todo o sentido um revolucionário, rebelde às fórmulas consagradas e às ideias assentes. Toda a sua fé reservava à infinita capacidade criadora do espírito humano.

Mais: História do Automóvel

 

Avião de transporte multimissão KC-390 da Embraer, entregue a Força Aérea Brasileira, em 2019. A Embraer foi fundada em 1969 e tornou-se uma das principais fabricantes de aeronaves no mundo (foto divulgação).

 

Carro mais antigo Brasil

 

Elevador Lacerda, ligando a Cidade Baixa à Cidade Alta. Inaugurado em 1873, quando era o maior elevador externo do mundo. A segunda torre foi construída em 1930. Uma obra ousada para a época, construída pelos visionários irmãos Lacerda.

A Bahia foi pioneira em muitas áreas da Engenharia no Brasil, desde a primeira indústria naval, fundada por Thomé de Sousa, a Academia Militar do Forte de São Pedro do século 18 e o primeiro sistema de água encanada, no século 19, como exemplo. No século 20, a Bahia foi o berço de grandes construtoras do Brasil, como a Odebrecht e a OAS.

 

Universidades

 

Economia Negocios

 

O carro mais antigo do Brasil no desfile de comemoração dos 400 anos de fundação da Cidade do Salvador, em 1949. Esse carro, um Clément-Panhard, foi adquirido pelo engenheiro José Henrique Lanat, por volta de 1899, chegou em Salvador em fevereiro de 1900, ainda existe e participa de exposições de carros antigos. Hoje, pertence ao acervo do Museu da Santa Casa da Misericórdia da Bahia.

O primeiro carro urbano de autopropulsão a rodar com sucesso, no Brasil, também estreou em Salvador. Funcionava a vapor e foi adquirido, em 1871, pelo jurista baiano Francisco Antonio Pereira Rocha, um dos empresários da Companhia do Queimado, que construiu o primeiro sistema de água encanada do Brasil. Saiba mais sobre os Thomson road steamers do Brasil

 

Acima, Sean Connery como James Bond e seu Aston Martin DB5 prata, em Goldfinger, 1964. Embaixo, o Aston Martin usado nas filmagens de Casino Royale, em 2006.

 

 

O Rolls-Royce Wraith (divulgação), com tudo o que você quer e mais tudo o que você não precisa.

Conta-se que, há muito tempo, um proprietário de um Rolls-Royce dirigia seu carro na Inglaterra, quando ele parou de funcionar. A fábrica foi informada e imediatamente enviou um helicóptero para o concerto. O proprietário passou depois na empresa para pagar a conta e lhe disseram: "Houve algum engano, senhor. Nossos carros não quebram".

 

Historia Informatica

 

Avião

 

Parque eólico de Brotas de Macaúbas, na Bahia. Em 2019, a Bahia tornou-se o líder nacional em energia eólica (foto divulgação).

 

Energia Eolica

 

Rolls-royce
Aston Martin Connery

 

Aston Martin 007

 

Veiculo

 

Ferrovia Parana

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Cultura e Arte.

 

Urbanismo

 

Engenharia Elétrica

É a parte da Engenharia que lida principalmente com fenômenos que envolvem eletricidade. A maior dificuldade do engenheiro eletricista é modelar os fenômenos envolvidos, uma vez que a eletricidade não é normalmente percebida visualmente.

Nota: o profissional graduado em Engenharia Elétrica é o engenheiro eletricista (não é elétrico).

 

Bibliotecas

 

Elevador Salvador

 

Cultura

 

Historia automovel

 

Os Baianos Lacerda

 

Engenharia

 

Imagens Engenharia

 

 

 

 

 

 

 

 

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

Divulgação