Reviews

Apesar de derrapar, jogo acelera bem de forma geral [Review]


Desenvolvido pela Codemasters e publicado pela Electronic Arts, Grid Legends chega uma vez que uma boa opção para os fãs do gênero de corrida, mas derrapa em alguns sentidos que acabam pesando negativamente. Acelerando muito em seu modo campanha, o título consegue entregar diversão, porém também tropeça em erros que já foram vistos no jogo anterior da franquia, lançado em 2019.

Tirando a campanha, feita com atores reais em cenas live-action, Grid Legends tem muito do seu predecessor, em certos momentos podendo ser considerado praticamente o mesmo jogo. Devo expressar que isso é decepcionante, principalmente pelo veste do título trazer as mesmas deficiências do jogo anterior. Mas, não pense que o jogo é de todo ruim. Existem os acertos e também falaremos sobre eles.

Campanha é ponto mais positivo

Durante a divulgação de Grid Legends, com conteúdos uma vez que trailers, confesso ter autorizado que a campanha poderia tarar negativamente pelo título. A teoria de utilizar atores reais para fazer cenas live-action me pareceu meio “brega” ou um pouco semelhante – talvez cringe, uma vez que diriam os adolescentes? -. Também senti que poderíamos receber um enredo com as mesmas características que lembram aquela sensação de vergonha alheia ou filmes de qualidade duvidosa.

Devo expressar que alguns momentos da trama, e certas atuações, realmente se aproximam disso, nos recordando de alguns longas memoráveis da sessão da tarde. Porém, de maneira surpreendente o resultado universal é muito positivo. O mais importante cá é que a campanha não leva a si mesma uma vez que um pouco grandioso e não tem a intenção de que os fãs a vejam dessa forma, o que acaba aliviando muito os momentos em que a qualidade de atuação e roteiro não atinge um nível muito interessante.

A atuação é realmente boa em muitos momentos (Oficina da Net/Gregory Felipe)

No papel do piloto 22, você embarca em uma jornada correndo pela equipe Seneca, com a possibilidade de optar por jogar desde o momento em que você é amásio ou portanto de partir direto para o campeonato. Escolhi a jornada inteira e fiquei satisfeito. Ganhando seu espaço na Seneca e portanto trabalhando com sua equipe para chegar ao campeonato e a glória máxima, você se vê em um campanha direta e de formato simples: Uma corrida, uma cena de entrevista, uma corrida, uma outra cena fora das entrevistas… e os mesmos elementos novamente, as vezes de maneira alternada.

Com personagens carismáticos e outros nem tanto, a campanha do jogo entrega também atuações realmente boas por segmento de alguns atores e atrizes, muito supra do que eu esperava, devo declarar. Há até mesmo momentos de drama, que felizmente seguem a fórmula direta do enredo e não tem qualquer cobiça de entregar um pouco muito profundo, o que faz com que o que é apresentado seja competente na proposta.

Enredo é o suficiente para manter as corridas interessantes

Infelizmente senti que Grid Legends peca em suas pistas, entregando somente dois trajetos que se mostraram realmente interessantes – esses dois eu achei muito bons inclusive -. O resto é esquecível e deixa bastante a desejar, o que pode tirar segmento da empolgação do jogador.

Por outro lado, uma vez que a campanha não se enrola, enquanto também possui bons personagens e atuações dentro do verosímil, o jogador recebe o suficiente para sentir-se motivado a continuar ali até o final, enquanto a Seneca procura sua glória uma vez que o grande azarão da temporada.

Sem muita pretensão, campanha entrega momentos legais (Oficina da Net/Gregory Felipe)
Sem muita pretensão, campanha entrega momentos legais (Oficina da Net/Gregory Felipe)

Você tem objetivos que por vezes não são tão complicados, com sua equipe pedindo que você chegue entre os seis melhores, por exemplo. Para proceder na campanha, você deve satisfazer o objetivo ou terá que rejogar a corrida. Para que o enredo funcione, mesmo que você chegue primeiro nessas corridas, a trama não valoriza tal veste, já que o enredo deve seguir aquele script. Ou seja, em certas corridas uma vitória ou uma sexta colocação serão tratadas da mesma maneira, o que não é um problema se você concordar a proposta entendendo que tudo faz segmento de um roteiro.

Variedade de veículos e modalidades de corridas funciona

Ao longo da campanha, você correrá com diferentes tipos de veículos, o que acrescenta uma boa variedade ao gameplay. Ou por outra, além das corridas normais você também terá modos diferentes de disputa, uma vez que o eliminação, em que depois uma determinada enumeração os dois últimos colocados são sempre eliminados.

Durante a campanha rápida e direta, isso funciona muito. Apesar do veste do jogo não ser eficiente em entregar uma grande sensação de diferença na hora de controlar alguns desses veículos, assim uma vez que os mais pesados me pareceram problemáticos para o gameplay. Fazer curvas se torna muito menos preciso, assim uma vez que o peso não parece tão originário. Tais mudanças são compreensiveis, porém não me pareceram feitas da maneira correta. Enquanto em certos momentos a jogabilidade é fluida e gostosa, em outros ela comete certos delizes.

Curso decepcionante e outros problemas

Na minha opinião, sendo um dos pontos mais importantes em um jogo de corrida, a curso de Grid Legends deixa a desejar e é muito pouco convidativa ao jogador, ainda mais se fosse optar por jogar o modo campanha primeiro. O contraste é muito grande quando falamos sobre ritmo e dinâmica.

De primeira a carreira parece tediosa. Após um tempo se confirma tediosa (Oficina da Net/Gregory Felipe)
De primeira a curso parece tediosa. Posteriormente um tempo se confirma tediosa (Oficina da Net/Gregory Felipe)

De primeira, a curso já parece ser um problema por obrigar o jogador a disputar as modalidades variadas para que seja verosímil liberar mais competições, por exemplo. Logo, temos o veste de que muitos veículos não são tão interessantes de controlar e ainda o veste do jogo recontar com as já citadas pistas muito pouco interessantes. A sensação de cansaço e desânimo pode dominar o jogador rapidamente.

Ou por outra, enquanto outros jogos de corrida oferecem carreiras robustas, que dão sensação de progressão e recompensa, em Grid Legends senti que eu estava somente realizando trajetos e objetivos, enquanto liberava novas possibilidades pouco interessantes sem que o jogo transmitisse uma sensação real de recompensa ou de progresso satisfatório.

Física, colisões, gráficos e outros problemas

O visual deixa a desejar (Oficina da Net/Gregory Felipe)
O visual deixa a desejar (Oficina da Net/Gregory Felipe)

Senti que a física do jogo deixa a desejar, ainda mais nos dias de hoje. O impacto entre carros por vezes se mostra completamente superficial, assim uma vez que as colisões assemelham-se com títulos que víamos há muitos anos detrás.

Já o visual é outro ponto negativo. Por vezes cenas bonitas são vistas na tela, mas por se tratar de um jogo de corrida, um gênero que normalmente entrega visuais extremamente impressionantes, Grid Legends parece ter se prendido um pouco ao pretérito. Seus veículos não são tão detalhados quanto deveriam e suas pistas genéricas não encantam o jogador.

Para completar, ainda temos outros problemas técnicos uma vez que o veste da narração não ser ouvida durante as corridas, assim uma vez que as falas de Claire, a comentarista. Em certos momentos a legenda indica que o narrador e a comentarista estão falando sobre os acontecimentos nas pistas, mas o jogador não houve zero. Devo expressar também que há pouca variedade de comentários, portanto você perceberá que são sempre as mesmas falas a cada corrida. Tudo isso piora na curso, já que nesses trajetos não há trilha sonora, dissemelhante das corridas da campanha que ganham certa emoção com as músicas.

Alcançável para todos os jogadores

Voltando a falar de pontos positivos, Grid Legends é alcançável para todos os jogadores no quesito dificuldade. Se você optar por jogar no Normal, rapidamente perceberá que é fácil deixar os oponentes comendo poeira, o que tira segmento da emoção, porém no Difícil e em outras dificuldades mais elevadas a situação se torna dissemelhante.

Jogabilidade é acessível (Oficina da Net/Gregory Felipe)
Jogabilidade é alcançável (Oficina da Net/Gregory Felipe)

O jogo está longe de ser comparado a grandes simuladores, o que não é um pouco negativo pois essa realmente não é a proposta. Da mesma maneira que o título não pode ser considerado tão descompromissado uma vez que jogos da franquia Need For Speed, por exemplo. Temos cá um meio termo, que acaba entregando uma pilotagem satisfatória e competente para diferentes tipos de jogador, caso você escolha a dificuldade adequada para você.

O veredito

Grid Legends comete erros já conhecidos, mas também conta com seus acertos. Não é um dos grandes jogos de corrida da atualidade, mas se afasta com tranquilidade da lista dos piores.

Com uma campanha interessante, o jogo pode entregar boas horas de diversão. A sensação de cansaço e repetição se torna um problema, principalmente com suas pistas sem muita inspiração, mas até lá o jogador é capaz de investir algumas horas no título.

Nota: 7.3/10

Prós

  • Campanha competente
  • Alcançável para todos os jogadores
  • Modalidades interessantes

Contras

  • Visual e outros aspectos técnicos decepcionam
  • Pode tornar-se fadigoso
  • Pistas esquecíveis
  • Modo curso deixa a desejar
Source: oficinadanet.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo