Reviews

o fone de ouvido Bluetooth verdadeiramente premium

O Sennheiser Momentum 3 foi uma surpresa inesperada, pois não esperava uma definição, dinâmica e estabilidade no som, um pouco incomum de se ver em um fone de ouvido Bluetooth. Digo isso porque, na grande maioria das vezes, as empresas costumam sacrificar a qualidade de áudio devido aos gastos com o sistema integrado, necessário para que o headphone seja sem fio, que é formado de DAC, amplificador, receptor/transmissor Bluetooth, bateria, entre outros componentes.

Além da qualidade de som do Momentum 3, o que me surpreendeu foi o veste das ear pads (“almofadas”) do headphone cheirarem de maneira semelhante a um banco de sege novo feito em pele. Uma vez que se não bastasse, elas eram extremamente macias, gostosas ao toque, passando a sensação de um resultado verdadeiramente premium.

Sennheiser Momentum 3 Review

Construção e conforto

Sempre tive a sensação de que todos os headphones closed-back (fechados) esquentavam as orelhas ao utilizá-los por um período mais longo, mas, com Sennheiser Momentum 3 foi dissemelhante. Mesmo com ear pads de pele, fiquei ouvindo o fone por horas de maneira muito confortável.

Ear pads (“almofadas”) do Sennheiser Momentum 3. Natividade: Vitor Valeri

O momentum 3 não é muito ligeiro, mas também não é pesado excessivamente. Creio que o que lhe dá um pouco mais de peso deva ser seu círculo feito em aço fosco. Com aproximadamente 1h e 30 minutos a 2 horas de uso, comecei a sentir uma ligeiro pressão no meio da cabeça, que me incomodou. Por conta disso, adotei a prática de a cada 1h tirar o fone de ouvido e apoiá-lo em meu pescoço para desapoquentar essa pressão.

Acessórios

Gostei muito de utilizar a case em forma de estojo rotundo. Achei extremamente fácil e pratico carregar o headphone com ela, além de guardá-lo. Um toque privativo, que deixou as coisas muito mais fáceis, foi o veste de que ao duplicar o Momentum 3 para vigiar, ele maquinalmente desliga, e ao abri-lo novamente, ele liga.

Estojo para guardar o Sennheiser Momentum 3. Fonte: Vitor Valeri
Estojo para vigiar o Sennheiser Momentum 3. Natividade: Vitor Valeri

O retoque do estojo sem dúvidas acompanha a qualidade do headphone e achei bonito. A secção subalterno e o topo têm uma certa rigidez, enquanto as laterais são moles, porém, não me passou instabilidade durante o transporte em minhas viagens.

Comandos

Em termos de comandos, o Momentum 3 me agradou, pois os botões são fáceis de localizar com o tato, mesmo sem enxergá-los. Pessoalmente, prefiro levante tipo de mecanismo às ear cups (conchas) sensíveis ao toque que headphones Bluetooth geralmente tem. As ear cups com com superfície touch acabam dando a chance de esbarrar, ativando alguma função e isso é muito inconveniente.

Chave de ativação do ANC/Ambient Sound acima, botões no centro e porta USB-C embaixo. Fonte: Vitor Valeri
Chave de ativação do ANC/Ambient Sound supra, botões no meio e porta USB-C embaixo. Natividade: Vitor Valeri

Todos os botões do headphone estão concentrados do lado recta, bastando escorregar o dedo na secção traseira da valva para localizar o que eu quero. Com aproximadamente 2 meses de uso, não encontrei dificuldades em realizar comandos com o Momentum 3.

Conectividade

O Sennheiser Momentum 3 utiliza Bluetooth 5.0 de classe 1, que confere um sinal inabalável durante o uso. Já com relação aos codecs de áudio Bluetooth, o Momentum 3 possui aptX, aptX Low Lattency, AAC e SBC, o suficiente para entregar uma boa qualidade de áudio.

Latência

Analisando a latência, fiquei impressionado, pois geralmente em jogos os headphones Bluetooth costumam suportar por conta do superior uso do chipset do celular, mas o Momentum 3 entregou o som com um demorado de aproximadamente 1 segundo ou menos na maioria das vezes. Já em vídeos, não consegui perceber atrasos significativos.

Qualidade durante ligações

Durante ligações de áudio realizadas através do aplicativo WhatsApp, não tive problema qualquer para ouvir ou ser ouvido. Isso mostra que a Sennheiser fez uma boa implementação desta funcionalidade, possibilitando que o Momentum 3 possa ser utilizado tranquilamente durante videoconferências (reuniões online onde é utilizado áudio e vídeo) no home office.

Headphone Bluetooth Sennheiser Momentum 3. Fonte: Vitor Valeri
Headphone Bluetooth Sennheiser Momentum 3. Natividade: Vitor Valeri

Bateria

Com o modo “High-End Sound Tuning” ligado, que equaliza o som de formas a deixar tudo mais nítido, a bateria durou por vários dias de trabalho. Segundo a Sennheiser, o Momentum 3 é capaz de insistir até 17h com Bluetooth e ANC ligados, mas não senti a urgência de utilizar o cancelamento de ruido ativo, pois a estrutura do fone de ouvido já possuía um isolamento passivo satisfatório enquanto eu escutava música.

Cancelamento de rumor ativo (ANC)

Não consegui testar efetivamente o cancelamento de ruido ativo (ANC), pois não senti a urgência de utilizá-lo, já que a estrutura do headphone já conseguia isolar de forma passiva o ruido extrínseco. Aliás, na grande maioria das vezes, ao ativar o ANC, ocorre uma distorção do som produzido e, para obter uma boa qualidade de som, não quis aventurar utilizar esta funcionalidade.

Qualidade de som

Embora os graves do Sennheiser Momentum 3 sejam consideravelmente levantados (exagerados), o som produzido não chega a cansar, mesmo ouvindo por horas. Encontrei uma boa profundidade nas baixas frequências, deixando as faixas mais envolventes quando há maior atividade nesta fita do espectro. Mesmo com uma boa volume e sensação de profundidade, há uma certa falta de punch, deixando algumas músicas menos dinâmicas.

Logo da Sennheiser no Momentum 3. Fonte: Vitor Valeri
Logo da Sennheiser no Momentum 3. Natividade: Vitor Valeri

É interessante notar que, mesmo com os graves supra do que considero neutro, os médios ainda continuaram claros, sendo foi verosímil ouvir vozes e instrumentos de corda com nitidez e definição. Na maioria das vezes, o que ocorre é uma invasão dos médios e levante vista me deixou feliz, pois permitiu que eu desfrutasse mais da música.

Os agudos possuem uma boa definição, mas senti que faltou uma certa extensão e cintilação. Há uma boa formação no universal, considerando os médios e graves, mas ainda sim, senti falta de um pouco além, que poderia dar uma solução a mais na música.

Há um bom posicionamento e separação dos instrumentos na música e o palco é razoável. Para um headphone fechado (closed-back) e ainda Bluetooth, eu achei de bom tamanho.

É importante lembrar que esta estudo do som foi feita com o modo “High-End Sound Tuning” ligado no aplicativo “Smart Control” da Sennheiser. Ao ativar essa função, o som me parece permanecer levemente mais “vivo”, com mais extensão nos sons, sendo que ficou mais evidente somente em certos trechos e músicas. Não é zero de outro mundo para ser considerado “noite/dia”.

Veredito: Sennheiser Momentum 3 é bom?

Considerando seu preço e que ele compete com headphones Bluetooth uma vez que o Sony WH-1000XM4 e Bose Quiet Comfort 35 II, o Sennheiser Momentum 3 consegue entregar um conjunto supimpa em termos de qualidade de construção, qualidade de som, acessórios e conforto.

Mesmo minha preferência sendo para headphones com fio, a praticidade que o Momentum 3 me entrega fez com que eu o utilizasse praticamente todos os dias durante o trabalho, onde não senti um grande desconforto ou cansaço auditivo hora alguma.

Acho válido salientar que é necessário ter zelo com o volume deste headphone, pois sem perceber você acaba aumentando muito o volume, o que pode prejudicar permanentemente a audição. Creio que isso acontece pelo veste de me concentrar no volume dos médios, sendo que uma vez que os graves já são levantados além do neutro, ficam ainda mais altos.

Source: oficinadanet.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo