Reviews

Review headset Pichau P852 ATRIA


A Pichau começa o ano de 2022 com uma série de lançamentos, e você pode apostar que iremos indagar todos eles. Já checamos o mouse novo, Pichau Hive S, dá uma conferida cá se você tiver interesse em mouse gamer.

Eles lançaram dois headsets sucessores ao famoso P851, o P852-ATRIA e o P852-VEGA. Na review de hoje, analisaremos o ATRIA, a sua construção externa, o som, o microfone e o conforto de uso. No final teremos uma rápida epílogo com o veredicto: Esse headset vale ou não o investimento? Partiu pra review.

Construção Externa

O P852 ATRIA é um headset do tipo over-ear (circumaural) com as ear cups fechadas. A primeira sentimento que tive é de que se tratava de um resultado grande, poderoso e robusto – sensação que prevaleceu durante o meu tempo de uso com ele. Já usei diversos headsets, e poucos aparentam ser tão fortes quanto o P852 ATRIA.

Não recomendamos resfolgar seu headset na tela do monitor, mas a foto ficou estilosa 🙂

No quesito design, a funcionalidade faz segmento do estilo. Somente partes que ficam em contato direto com o usuário são forradas, o restante é cru e indiferente. O frame do headset é feito de um alumínio, com conclusão em aço escovado.

Se tivesse que resumir o P852 ATRIA em uma palavra, seria robusto
Se tivesse que reunir o headset em uma termo, seria “robusto”

O formato é muito similar ao predecessor P851 e ao HyperX Cloud Alpha S Blackout – tão similar, que eu arriscaria expressar que eles provavelmente dividem o mesmo maquinário na risca de produção.

A segmento superior do fone contém espuma forrada em tecido na segmento do contato com a cabeça. O revestimento por fora é feito de um material que imita pele, e o nome “Pichau” encontra-se em letras plastificadas.

Não é um headset barato e nem aparenta ser
Não é um headset barato e nem aparenta ser

O frame que suporta as ear cups é feito de um plástico forrado com um material emborrachado fosco. Nenhuma segmento do headset é de plástico sumptuoso, o que dá um paisagem muito premium ao resultado. Nas laterais dos ear cups temos o pormenor da pomba, símbolo da Pichau, em conclusão preto, sem relevo.

Earcups ovais - encaixe perfeito na orelha
Earcups ovais – juntura perfeito na ouvido

Um glosa que vale a pena ser feito é de que esse fone combinaria perfeitamente num envolvente de reunião virtual de empresa, já que o mesmo não possui nenhum pormenor “gamer” exagerado. Show de esfera.

Cabo e conexões

Temos uma óptimo notícia. O cabo do P852-ATRIA é removível. Particularidade que em minha opinião devia ser padrão em todos os headsets supra de R$200 reais, mas não é. Citando o marketing da Pichau: “Certificando conforto e segurança […] a adrenalina nunca mais fará com que você rompa o cabo do seu headset por acidente”. O segundo headset lançado pela Pichau, irmão desse cá, o P852-VEGA, não possui essa particularidade de cabo removível, por exemplo, apesar de custar mais que o ATRIA.

O cabo principal do headset é em ingressão P3. A caixa acompanha um splitter extensor para conectarmos no desktop, com microfone e fone em cabos separados (virente e rosa). Essa é uma óptimo particularidade, pois adiciona maior portabilidade ao headset. Numa viagem, por exemplo, você vai utilizar unicamente o pequeno cabo P3 no seu smartphone, tablet ou notebook. Também é verosímil conectá-lo ao controle de console, se o mesmo for comportável com P3. No computador, você adiciona a extensão, o cabo fica longo e divide as entradas em fone e microfone. Versatilidade que não está presente na versão com RGB, o P852-VEGA.

Esse padrão não possui DAC imbutido, se for utilizá-lo de forma convencional, ficará à mercê da estrutura de áudio da placa mãe de seu smartphone, notebook, PC, etc. Se você quiser utilizá-lo de outra forma, com um DAC extrínseco, por exemplo, o Vitor escreveu diversos artigos que vão te ajudar nessa missão.

Os fios expostos que conectam um fone ao outro são de estilo paracord, o que me deixou muito feliz. É um reforço necessário numa das partes mais frágeis do headset, aumentando sua longevidade.

teste
A quest do seu gato “manducar o headset” vai ser nível Very Hard, todos os cabos são de nylon estilo paracord

No fio existe um pequeno controlador de volume e um switch para mutar e desmutar o microfone. Esse switch é plástico muito duro e desconfortável. Se precisar mutar o seu microfone, é ideal que você tenha uma hotkey no teclado, não conte com esse botão extrínseco. Mas para uma emergência, ele está aí.

Switchzinho barato, mas funciona
Switchzinho barato, mas funciona

Estou muito satisfeito com a construção externa. Obviamente, só o tempo dirá o quão indelével ele realmente é, mas pela sua construção, diria que esse headset aguenta bastante desfeita. Simples que isso vai de opinião, mas eu pessoalmente achei ele muito bonito. Encaixaria muito muito num setup “all black” gamer sem RGB – tendência que vem crescendo.

Zero RGB. Créditos: Usuário amnnarff do Reddit
Exemplo de setup em que o P852-ATRIA combinaria perfeitamente:. Créditos: Usuário amnnarff do Reddit

Conforto

As almofadas são feitas de tecido e não senti desconforto ao usá-lo por longos períodos de tempo. Acompanha outro par de almofadas na caixa, mas essas são feitas de um material sintético que imita pele, subalterno ao tecido das que já vem pré instaladas no resultado. Apesar disso, as almofadas de tecidos tendem a ter uma duração maior, portanto é improvável que você faça a mudança.

P852-ATRIA em uso
P852-ATRIA em uso

Som

Vamos para a segmento mais importante da review. Estarei realizando os testes de som através da ingressão P3 conectada a um notebook. Já vou avisando que meu ouvido não é dos melhores, não consigo indicar com precisão os graves médios e agudos – mas estou afeito a jogar e escutar música em monitores de audio da Edifier, portanto é com base nisso que estarei avaliando a qualidade o audio desse headset.

Gaming

No Counter Strike: Global Offensive eu consegui ouvir certinho os passos dos inimigos e localizá-los com exatidão. Agora, não sei se dou créditos ao fone ou ao próprio CS:GO que evoluiu sua arquitetura de áudio em updates recentes, mas o problema que eu tinha com os disparos serem muito altos e os passos baixos não está mais presente. Os tiros continuam impactantes, mas você pode sim aumentar o volume para ouvir passos sem permanecer surdo quando o troada estrear.

No Apex Legends o fone funciona muito muito em te facilitar a desvendar de qual direção os disparos estão vindo. No GTA V não encontrei discrepâncias. O fone é simplesmente bom, funciona uma vez que devia. No quesito de jogo, não decepcionou, mas também não surpreendeu.

Música/Entretenimento

O som vaza fácil pelas almofadas de tecido, portanto se o estiver usando em um envolvente de escritório ou próximo de outras pessoas, é melhor deixar o som muito baixinho para evitar olhares estranhos de seus colegas (hehe). Não cheguei a presenciar nenhum filme ou série com ele, mas em músicas eu o achei bom. O grave é um tanto quanto fraco e sem perdão – não acaba preenchendo tanto quanto eu gostaria. Os vocais ficam muito nítidos em relação aos outros instrumentos e você consegue perceber detalhes e a riqueza das mixagens, mas obviamente, não tanto quanto monitores de audio e fones high-end. No universal, o fone é muito potente e não perde a qualidade de áudio em volumes mais altos, particularidade de fones baratos.

Microfone


O audio do microfone do ATRIA é satisfatório e cumpre muito a sua função. Você pode usar o headset inteiro para atender ligações no seu celular, por exemplo, já que o mesmo usa ingressão P3. Útil também para atender ligações importantes em home-office, por exemplo. Mas a função principal desse headset é jogo, e posso te prometer que seus amigos irão escutar as calls com transparência. Escute só:

Microfone excelente
Microfone bom

Software

No momento, a Pichau ainda não disponibilizou software para esse headset. Mal transpor, atualizaremos a review.

Desfecho

Eu não compraria um P852 ATRIA agora. É um headset óptimo, mas o preço de lançamento encontra-se muito salso. Ao invés dele, levaria um resultado que a Pichau provavelmente está tentando se livrar dos estoques, o padrão predecessor, P851.

A principal diferença entre eles são as almofadas e o cabo removível. As almofadas do P851 não são de tecido, mas sim de courino – e seu cabo é fixado permanentemente no fone. Fora isso, o P851 aparenta ser tão bom quanto, tem RGB, e está custando atualmente R$329,00 à vista. Já o ATRIA lançou custando R$449,90.

Nessa filete de preço, o ATRIA possui uma concorrência poderosa, principalmente da HyperX. Temos modelos uma vez que o Cloud Core e o Cloud II – em promoção, eu diria que estes valem mais a pena o seu investimento.

Se você acha que vale a pena remunerar essa diferença de valor para ter um resultado mais atualizado, vá em frente. Estará levando para moradia um headset de qualidade, que vai satisfazer tanto suas necessidades com jogos, musica e ligações de trabalho. Mas não pense que está levando para moradia um fone do qual objetivo é providenciar a melhor experiência audiofilica. Ele é focado em jogos, e nisso se sai perfeitamente muito.

P852-ATRIA
P852-ATRIA
Source: oficinadanet.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo