O Chiclete com Banana no Festival de Verão de Salvador, um mega evento que acontece todo ano, desde 1999.

Depois da primeira colônia europeia, em Porto Seguro, em 1503, a cultura brasileira começou a tomar forma no Recôncavo Baiano, na segunda década do século 16, com Caramuru, o Patriarca do Brasil. Essa nova cultura incorporou as milenares tradições indígenas. Foi enriquecida com contribuições europeias e africanas, com tempero oriental. Os portugueses tinham muitos negócios na Ásia e, por mais de três séculos, fizeram escala na Bahia a caminho das Índias.

A Bahia é o berço da cultura brasileira, onde fundou-se a primeira escola, a primeira igreja e a primeira universidade. Foi onde nasceram os primeiros nobres brasileiros, descendentes de Caramuru e de tupinambás, que habitaram a Casa da Torre, o primeiro castelo brasileiro. Sim, os primeiros nobres brasileiros eram caboclos.

No Brasil, muitos daqueles que acreditam serem afrodescendentes, são, na verdade, caboclos bem brasileiros ou mistos de brancos, índios e africanos. Os quilombos, por exemplo, eram geralmente formados por negros, índios, alguns brancos e muitos mestiços. Os índios, os brasileiros pré-cabralianos e seus descendentes, tiveram imensa participação na formação do atual povo brasileiro.

Qualquer que seja a cor de sua pele, se você é brasileiro há algumas gerações, é muito provável que tenha alguma combinação de sangue indígena, africano e europeu.

Muito da cultura, que se acredita ter vindo da África, nasceu no Brasil. Muito do que se credita ser cultura negra é, na verdade, cultura bem brasileira, feita por mestiços, descendentes de europeus, africanos, índios e alguma contribuição asiática. Essa é a chave da riqueza cultural brasileira. Muita cultura brasileira fez o caminho inverso, levada para a África pelos portugueses ou africanos que retornaram.

A beleza, a criatividade e a suavidade da arte brasileira representada através dos pincéis mágicos da celebrada artista plástica baiana Nide Bacelar.

Mais Arte da Bahia

A Bahia é o berço da cultura acadêmica brasileira, onde foi criada a primeira escola e a primeira universidade.

O Ericsson Globe, em Estocolmo, a maior estrutura esférica já construída no mundo e inaugurada em 1989. Pode abrigar mais de 16 mil pessoas e tem sido palco de muitos eventos esportivos e grandes shows musicais.